Sociedade de Medicina e Espiritismo do Rio de Janeiro - Centro Espírita Seareiros de Jesus - Americana/SP

Sociedade de Medicina e Espiritismo do Rio de Janeiro 

Sociedade de Medicina e Espiritismo do Rio de Janeiro

A Sociedade de Medicina e Espiritismo do Rio de Janeiro foi fundada no dia 11/06/1941.  E fundar uma Casa como esta na década de 40, tendo por base os ideais de Ciência, Religião e Moral, e as características que a distinguem, numa época em que existia pouca liberdade religiosa, e quando o movimento espírita ainda era visto com certo preconceito e, em alguns casos, até perseguido; não foi, sem dúvida, tarefa fácil para um grupo de abnegados idealistas que, alicerçados pela ciência, pois em sua maioria eram médicos, engenheiros, advogados e militares, encabeçados pelo médico Dr. Levindo Gonçalves de Mello, que inspirado pelo espírito de um médico francês de nome Charles Demeure, recebe a incumbência de fundar um "hospital espírita" na cidade do Rio de Janeiro.  Assim, no início de 1941, o Dr. Levindo intensifica sua luta pela fundação de uma entidade associativa que ligasse a Medicina e o Espiritismo, a bem da Humanidade e da Ciência, e em luta contra o materialismo Ateu.

Depois de muitas reuniões, cheias de vitórias e derrotas, a campanha produziu a definitiva criação da Sociedade de Medicina e Espiritismo do Rio de Janeiro.  Graças ao amparo do Alto e aos confrades de grande valor moral, doutrinário e científico, conseguiu-se unir a Medicina ao Espiritismo pela primeira vez na história da Humanidade, do Mundo, da Ciência, da Medicina e do Espiritismo.

Muitos foram os confrades que auxiliaram Dr. Levindo eficientemente na criação da Sociedade de Medicina e Espiritismo do Rio de Janeiro, mas, em obediência à justiça e à verdade, alguns nomes de pessoas eminentes se destacam, pois sem sua cooperação decisiva a Sociedade de Medicina e Espiritismo do Rio de Janeiro teria fracassado naquela época:

- Sr. Milton de Andrade (pseudônimo utilizado pelo Jornalista Arthur Massena)

- Dr. Arthur Lins de Vasconcellos Lopes (Advogado)

- Dr. Telêmaco Gonçalves Maia (Médico)

- Sr. Aurino Barboza Souto (Presidente da Liga Espírita do Brasil)

 Em 1958, assume a presidência o Sr. Arthur Massena, que presidiu a Sociedade de Medicina e Espiritismo do Rio de Janeiro pelo período de 30 anos, sendo substituído pelo  Sr. Nilvandro Barroso, que se manteve como presidente até 2015, quando passou o cargo ao Sr. Manuel Fortunato Rodriguez.

A Sociedade de Medicina e Espiritismo do Rio de Janeiro, durante muitos anos, respondendo aos ideais de pesquisa, foi o centro de investigação psíquica e, transmissor de conhecimentos através de conferências proferidas por diversas personalidades do campo da ciência, no sentido de proporcionar suporte mais tangível ao fenômeno espírita/espiritualista de origem transcendental e psíquico.  Tendo, assim, publicado alguns trabalhos no suplemento do Jornal dos Esportes chamado "Mundo Azul" e na Rádio Copacabana, no Rio de Janeiro.  Por este motivo, o nome da SMERJ foi levado ao conhecimento do público em geral, dentro do Brasil e no exterior, passando a ser procurada por inúmeras pessoas, muitas das quais à procura de um socorro espiritual para os males que as afligiam.

Em 2005, buscando a adequação ao Novo Código Civil, a Sociedade de Medicina e Espiritismo do Rio de Janeiro tem sua razão social alterada para Associação de Medicina e Espiritismo do Rio de Janeiro.

Fonte: texto extraído do site: http://www.smerj.org.br/#!nossa-histria/c7sb

por Silvia do Prado