DROGAS E NOSSA RESPONSABILIDADE - Centro Espírita Seareiros de Jesus - Americana/SP

DROGAS E NOSSA RESPONSABILIDADE 

DROGAS E NOSSA RESPONSABILIDADE

Em nosso corpo biológico temos circuitos de recompensa e prazeres, sendo necessário para nossa sobrevivência. Porém, certas substâncias geram um nível alto de prazer, fazendo com que estimulem retidamente para que aquela sensação não cesse.

Sendo esse excesso de dopamina transformado em intoxicação e desestruturando outros prazeres mais qualificados e essenciais, como por exemplo, estudar, trabalhar, perdendo a capacidade de socialização, inviabiliza o processo natural das coisas.

Quem faz uso de qualquer droga que diminua seu fluido vital e instaure no perispírito uma marca que sofrerá as consequências desses excessos por diversas encarnações, reativando antigas memórias de outras existências pelas quais nós falimos e caímos. Portanto, tudo aquilo que lesamos, um dia volta no futuro. Vários tipos de problemas, ligados a essas distonias, vem como doença logo cedo. Somente pela reencarnação conseguimos explicar as enfermidades, crianças com problemas neurológicos, órgãos lesionados, entre outros.

Além disso, existem as perturbações espirituais que incitam com maior intensidade os vícios dos encarnados, absorvendo àquilo que necessitam e tendo seus desejos satisfeitos. Portanto, além da atividade psíquica estimulada pelo prazer da droga, ainda tem o estímulo psíquico do desencarnado que duplica sua intensidade.

Portanto, salientamos que a tragédia da dependência química produz no organismo é grande, mas sobre o perispírito são muito maiores. Façamos uma avaliação criteriosa ao incitar desde cedo nossas crianças as drogas chamadas lícitas, analisemos com cuidado o nosso lar e sejamos mais sensíveis quanto a responsabilidade que temos pela vida do outro. Quem cai em erro, muitas vezes foi levado ao abismo. Quem se joga a essas terríveis sensações foram empurrados por pessoas bem próximas que acreditam nada fazerem demais.

Sigamos o conhece-te a ti mesmo. Auto-consciência.. Todas as coisas voltadas ao bem são transformadas em amor. E o amor a si mesmo e ao bem mais precioso que Deus nos ofereceu que é a vida, deve ser cuidada de forma responsável e amorosa, assim como Ele nos criou.

por Vanessa Moraes