Assim Nasceu o IPV - Centro Espírita Seareiros de Jesus - Americana/SP

Assim Nasceu o IPV 

Assim Nasceu o IPV

Alex – Alexandro Pinto de Godoy, jovem evangelizador da pré-mocidade do Centro Espírita Seareiros de Jesus, desejava criar um “jornalzinho”, assim chamávamos na época, voltado para a mocidade.

Rosana e Alex dividiam as tarefas na pré-mocidade.

O Alex teve a ideia de contar a lenda do Peixinho Vermelho, que consta na introdução do livro Libertação, de André Luiz, pela psicografia de Francisco Cândido Xavier.

Ele resolveu contar a história para incentivar os adolescentes a seguir o exemplo do peixinho.

Como a história agradou muito aos jovenzinhos, ele resolveu publicá-la no Informativo (“jornalzinho”).

Assim surgiu a ideia: Por que não chamar o Informativo de Peixinho Vermelho?

E assim ficou.

O desejo era que o Informativo tivesse a mesma trajetória do peixinho. E parece que vem cumprindo...

O Alex batalhou muito para levar essa ideia adiante, em um tempo não tão distante, mas que poucos tinham computador e uso da internet era muito difícil.

Hoje vemos nosso Informativo Peixinho Vermelho praticamente sendo produzido em sua totalidade utilizando-se da internet.

A preocupação do idealizador era com o conteúdo do informativo. Desejava que tivesse sempre de acordo com os princípios da doutrina.

Quando saiu a edição número um, onde o logotipo era um peixe mesmo, ele ficou muito feliz, era como se fosse um filho.

Colaborou com o Alex na primeira edição – Rosana Travaglia Verzignassi. Nas demais houve também a colaboração de Elaine Cristina da Silva.

 

por Rosana Tavaglia Verzignassi