A Compreensão da Mediunidade a partir das Descobertas Científicas  

A Compreensão da Mediunidade a partir das Descobertas Científicas

Este é o último artigo desta série de estudos da obra “Mecanismos da Mediunidade”, de Chico Xavier pelo espírito André Luiz. Neste texto será apresentada uma abordagem elucidativa sobre a “Mediunidade curativa”, que tem despertado grande interesse e dúvidas nos mais diversos ramos religiosos.

Afinal, quando se fala em doença, todo ser humano almeja a cura e nessa busca, “passa por cima” de seus conceitos religiosos familiares mais intrínsecos, pois sabemos que “a cura” muitas vezes não está ao alcance da medicina tradicional. Sabemos pela Doutrina Espírita que o homem é muito mais que um amontoado de ossos, pele, músculos, sangue e órgãos – o homem tem um corpo espiritual (períspirito) que reveste o que ele tem de mais valioso: seu espírito, imortal!!Considerando, portanto que o homem é muito mais que a matéria densa de um corpo carnal, fica simples explicar porque a mediunidade curativa, existente muito antes de nosso mestre Jesus, faz parte de nossa vida terrena – é um bálsamo enviado pela espiritualidade àqueles que tiverem merecimento...

  

Jesus curando pela imposição das mãos

No capítulo 22 da obra “Mecanismos da Mediunidade”, André Luiz, autor espiritual que foi médico em sua última reencarnação na Terra, relaciona a alimentação do corpo físico  com os sistemas energéticos  e a força mental: “O alimento comum garante a subsistência do corpo físico, através da permuta contínua de substâncias com a incessante transformação de energia, e isso acontece porque a força mental conjuga substância e energia na produção dos recursos de apoio à existência e dos elementos reguladores do metabolismo.”
Na sequência, André Luiz também relaciona o sangue e a fluidoterapia de maneira bastante clara e contundente: “O sistema hemático no corpo físico representa o conjunto das energias circulantes no corpo espiritual ou psicossoma, energias essas tomadas em princípio pela mente, através da respiração, ao reservatório incomensurável do fluido cósmico, é para ele que nos compete voltar a atenção, no estudo de qualquer processo fluidoterápico de tratamento ou de cura”. Vejamos na figura 2 uma apresentação da composição de nosso sangue:

 


                    

André Luiz também nos faz uma “chamada”, relacionando nossos hábitos com nossa saúde física e espiritual: “...Todo desregramento de natureza física ou moral faz-se refletir, de imediato, por reações mentais consequentes, sobre as províncias celulares, determinando situações favoráveis ou desfavoráveis ao equilíbrio orgânico...” e completa a relação de nossos pensamentos com nossa saúde: “O pensamento é força atuante no reino fisiológico, para efeitos de preservação, defensiva ou na impugnação aos processos patogênicos (doenças), com a intervenção da consciência profunda.”
Sabemos que uma vez que uma doença se instala em nosso corpo físico, advinda de nosso períspirito, devemos manter o tratamento dos médicos da Terra, pois esta já se arraigou em nosso sangue, órgão, etc... Porém, é muito importante buscarmos o tratamento espiritual e acima de tudo, nos melhorarmos em nossas ações, pois isso mudará toda a composição energética de corpo e espírito – “Vigiai e orai” – “Ama teu próximo como a ti mesmo”.
A mediunidade curativa, que de forma geral, se dá em forma de “passe” e ocorre do seguinte modo: “Ao toque da energia emanante do passe, com a supervisão dos benfeitores desencarnados, o próprio enfermo, na pauta da confiança e do merecimento de que dá testemunho, emite ondas mentais características, assimilando os recursos vitais que recebe, retendo-os na própria constituição fisiopsicossomática, através das várias funções do sangue.”
E finalizando, André Luiz apresenta a seguinte definição para os médiuns passistas e faz uma importante recomendação: “Intérpretes da Espiritualidade superior, consagrados à assistência providencial aos enfermos... O estudo da constituição humana lhes é naturalmente aconselhável, tanto quanto ao aluno de enfermagem, que embora não seja médico, se recomenda a aquisição de conhecimentos do corpo em si”.
Amor ao próximo, condição moral elevada e caridade são preceitos que todos devemos buscar. Preceitos estes que uma vez seguidos, nos livrará de muitos males da vida terrena. Evolução, intelectual e moral, essa deve ser nossa busca maior, sempre!!!

por: Mariana V.Miano