A Benção do Trabalho 

A Benção do Trabalho

O dia do trabalho comemorado no 1º de maio, teve sua origem em 1886 nos Estados Unidos, com a manifestação de trabalhadores reivindicando seus direitos.

É por meio do trabalho que evoluímos, desenvolvemos nossas potencialidades, em beneficio de nós mesmos e da coletividade.

A pergunta 675, de O Livro dos Espíritos esclarece que não devemos entender como trabalho apenas as ocupações materiais, o Espírito trabalha como o corpo. Toda ocupação útil é trabalho.

É meio de aperfeiçoar a inteligência. O homem deve seu sustento, sua segurança e seu bem-estar ao seu trabalho e à sua atividade.

O trabalho é, ao lado da oração, o mais eficiente antídoto contra o mal, porquanto conquista valores incalculáveis com que o espírito corrige as imperfeições e disciplina a vontade.

O trabalho se alicerça nas leis de Amor que regem o Universo. Trabalha o verme no solo, o homem na Terra e o Pai nas Galáxias. A vida é um hino à dinâmica do trabalho. Não há na Natureza o ócio.  A vida se agita em toda parte. O movimento é lei universal em tudo presente.

É pela bênção do trabalho que podemos esquecer os pensamentos que nos perturbam e os assuntos amargos, servindo ao próximo, no enriquecimento de nós mesmos.

Com o trabalho, melhoramos nossa casa e engrandecemos o trecho de terra onde a Providência Divina nos situou. O trabalho é uma instituição de Deus.

Que saibamos usar bem o nosso tempo, trabalhando sempre dentro dos limites de nossas forças.

Trabalhemos com amor, sempre dando o nosso melhor. Todo trabalho é importante.

Lembramos um lindo poema de Cora Coralina:

“A vida é boa. Saber viver é a grande sabedoria.

Saber viver é dar maior dignidade ao trabalho.

Fazer bem feito tudo que houver de ser feito.

Seja bordar um painel em fios de seda ou lavar uma panela coscorenta.

Todo trabalho é digno de ser bem feito”.

 

pela: Presidência

Fontes: O Livro dos Espíritos; Leis Morais da Vida (Divaldo Franco/Joanna de Ângelis); A Benção do Trabalho – Emmanuel